20080329

O bem amado - release




Modo de vida -> Moda


Luís XII - seu prestígio, versalles

Luís XIII - suas perucas, era cortesã, início do salto

Luís XV - seu salto, seu mobiliário, O bem amado!

Luís XVI - Maria Antonieta, exuberância, extravagância X simplicidade = fim




Iluminismo


Napoleão e a calça Culote.

Portugal tras a moda Império ao Brasil

Início de nossa tendência




1850 -Rev. Industrial


A volta do Corset.

O Insigth do Grandes Shoppings

Manet, Monet, Degas e Renoir




XIX - Art Nouveou


Torre Eiffel

Moulin Rouge - Grandes shows Bizz

Escolas de moda

Chanel X Vionnet




1 Guerra Mundial


corte de cabelo

masculinizaçao

aceitaçao do Jeans




19/29 - Anos Loucos


Jazz

Melindrosas

L'official -volta do prestígio




30 - Crash


criatividade

concorrência

surrealismo - cocteau/ Dalí




2 Guerra Mundial


Teatre de la monde

petit dolls

Salto Salvattori Plataforma




Pós- Grande guerra


Magazine - Elle

Dior - Audrey Happburn

Vivier e o salto vírgula




50 - POP


Revoluçao cult

Goudard




60 - Musas


Cantoras




70 - Peace & Love


hippie X Smokking feminino




80 - Internacionalização


Museu da Moda - jardins do Louvre

Beatles vão a Índia




90 - Mais Escolas de Stlyst


Belga - Arturepia




00 - Alquimia


artesanal + comercial

Identidade












20080325

100 anos


bombadeio e gritaria. das janelas todos em várias vozes, em coro, gritavam seu melhor som!

GalO!!!!!!

20080324

jaz espumas flutuantes

sólido dia em que me trousseste flores. um bouquet de pequenas margaridas brancas. do alto se ouviam os gritos de sua felicidade. sua lembrança de meu dia principal. mal saiba eu que este era um meio de seguir em frente. diante dessas paredes que me olham reservadamente. lembro dos passos do corredor da escola, bem como suas refeiçoes na barraca, seu jeito de eremita, com versos no topo da montanha em que os amigos iam felizes te encontrar para ver aquele pôr do sol com arco-íris. Só ali, nos desenhavamos com aquarela, dividindo o aconchego da noite. Me surperende vc, ainda depois da rosa vermelha. e dos nossos vestístigios de retorno. Seria eu hoje que daria luz na primavera? que estaria a morar em sua cabana a luz de velas? Lembro dela, mais bela do que hoje. tinha longos cabelos negros, e era silenciosa como quem se conhece pela primeira vez. Vim a saber de seu nome hoje, junto a notícia da pró- vento. Quanta prepotência a minha. Já não havia saída quando se casou. Naquela comunidade regado de chás, ervas, sadálias e felicidade. E os sonhos dela? Prosperaram ou somente os seus? Hoje você está bronze, ela está pálida. Vc sorrindo, ela já sem longas madeixas. Mas mesmo assim, a felicidade de imaginar seu caminho é tranquila. Falo assim pois essa será apenas uma mera coincidência, não mais que isso. onde houveram três, e três. Divas e pseudonimos. Dáqule que me instruíu em sua espuma flutuante

jaz aqui Thaís Ferreira Weick,

un peur

dias bons, horas de felicidade.
ar puro, dentre meses.
acontecimentos, que me deixam em outro estado humano.
deslizes cotidianos que balanceiam estes breves acontecimentos.
Passados remotos, breves perguntas.
Iniciativas desnecessárias.
Um leve medo da fulga.
Bem me parece, uns poucos meses seram de grande valia.
Se não, uma outra opotunidade de vida. Já que por aqui a fonte vai secando, enquanto o trabalho de sucção se torna cada vez mais árduo e desesperançoso.
dias bons, horas de felicidade.
ar puro, dentre meses.
faço a prece, que a oportunidade venha, na hora certa.

20080319

Receita de mulher

ritual cachopas fev/2008


"As melhores MULHERES pertencem aos homens mais ATREVIDOS".Mulheres são como maçãs em árvores.As melhores estão no topo.Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar.Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir.Assim, as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, ELES estão errados...Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore."(Machado de Assis

20080318

# 4 - Lembranças em uma caixa de papelão

Penso que
Pensas


Que pensas coisas
utópicas

Penso que
Pensas

Que pensas coisas
etérias

# 3 - Lembranças em uma caixa de papelão

Outubro está aí!
A reconquista de uma mala.

# 2 - Lembranças em uma caixa de papelão


João Roberto Pierre


O mundo como uma sala de estar.

# 1- Lembranças em uma caixa de papelão

A verdade é que nada mudou.
O tempo passou...
Precisamos conter
nossa íra
agindo.

20080311

Achei- uma em muitas!!

Disse alguém (All of me)

João GilbertoDisse alguém (All of me) - Seymour Simons e Gerald Marks


E7+ G#7
Disse alguém que há bem no coração
C#7 F#m7
Um salão onde o amor descança
G#7 G#5+/7 G#7 C#m7/9
Ai de mim que estou tão sozinho
F#6/7 F#m7
Vivo assim, sem esperança
B7 E7+ G#7
A implorar alguém que não me quis
C#7 F#m7
E feliz, bem feliz seria
Gº G#m7 C#7/9
Coração meu, convém descansar
F#m7 B7/9 E7+
Soluçar mais devagar
E7+ G#7
Disse alguém que há bem no coração
C#7/9 C#7/9- F#m7 G#6/7
Um salão, um salão dourado onde o amor sempre dança
C#m7/9
Ai de mim que só vivo tão sozinho
F#6/7 F#7 F#m7
Vivo assim, vivo sem ter um terno carinho
E7+ G#7A implorar alguém que não me quis
C#7 C#7/9- F#m7
E feliz então eu sei, bem sei que não mais seria
A7+ Am6 G#m7
Meu, meu coração sem esperança
C#7/9- F#6/7 F#5+/7
E vive a chorar, soluçar
F#m7 B7/9 E7+
Como quem tem medo de reclamar

20080306

20080304

Você sabia?

evababit and marcel duchamp

Por causa do meu contato muito próximo com artistas e jogadores de xadrez, cheguei à conclusão de que nem todos os artistas são jogadores de xadrez, mas todos os jogadores de xadrez são artistas. (Marcel Duchamp, 1952).